Defendendo rompimento com PT, João Henrique diz que PMDB seria mais forte
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 13/11/17

Defendendo rompimento com PT, João Henrique diz que PMDB seria mais forte

João Henrique de Almeida Sousa continua em sua caminhada pelo Piauí buscando discutir a candidatura própria do PMDB nas eleições para governador em 2018.

A tese de candidatura própria, defendida por João Henrique que tem percorrido o Estado em reuniões com presidentes e delegados do PMDB, também vem recebendo apoio dos militantes peemedebistas presentes nas reuniões para que o partido rompa com o PT e lance um nome para o Palácio de Karnak.

Neste sábado (11/11), ele esteve em São João do Piauí e São Raimundo Nonato, região Sul do Piauí. Em São Raimundo Nonato, o atual presidente nacional do Sesi (Serviço Social da Indústria) disse que o PMDB tem adotado estratégias equivocadas ao apoiar o Governo, prática que, segundo ele, exclui e isola as bases interioranas do partido.

João Henrique Almeida em reunião do PMDB no interior do Piauí (Foto: Divulgação)

Para João Henrique, a candidatura própria é uma forma de fortalecer o PMDB e devolver ao partido a relevância eleitoral que ele teve no passado. “O PMDB já teve 49 prefeitos no Piauí; hoje tem apenas 21. O PMDB sempre foi de luta, de briga, e vocês, que fazem o partido no interior, sabem que a candidatura própria é uma forma de ganharmos força e de fortalecermos as bases”, disse ele aos dirigentes do partido de São Raimundo Nonato e municípios da região.

“Time que não entra em campo, não apenas se declara derrotado antecipadamente, como perde torcida”, completou.

O encontro, realizado no início da noite na Câmara Municipal, reuniu presidentes, delegados, vereadores e outras lideranças peemedebistas do município e das cidades de São Lourenço, Dom Inocêncio, Jurema, Caracol, Bonfim do Piauí e Fartura.

João Henrique disse que o PMDB reúne hoje as melhores condições para lançar uma candidatura competitiva. “Nós temos todas as condições de disputar o governo com amplas chances de vitória, a começar pelo apoio do presidente da República e de toda a direção nacional do PMDB. Portanto, o que nos impede de lançar candidato a governador?”, questionou.

Fonte: Oito Meia

Foto: reprodução

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA

Justiça Eleitoral acaba com sigilo bancário dos partidos

Depois de fechar brechas que permitiam a ocorrência de doações ocultas de recursos de campanha, sem identificação dos financiadores, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu acabar com o sigilo bancário

POLÍTICA

Wellington Dias quer mandado de segurança contra liminar de ministra

A proposta de Wellington Dias é que caso o Supremo não realize o julgamento da questão, o Piauí e os governadores dos demais Estados prejudicados com a medida ingressarão com

POLÍTICA 0 Comments

Delatores dizem que deputado Paes Landim recebeu R$ 180 mil em doações da Odebrecht

O deputado federal Paes Landim (PTB) será investigado pela Procuradoria Geral da República por ter recebido R$ 180 mil da empresa Odebrecht, conforme citado por ex-diretores da empresa nas delações