Ministro da Justiça vem ao Piauí firmar convênios
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 29/06/15

Ministro da Justiça vem ao Piauí firmar convênios

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, estará em Teresina, no dia 17 de julho, para assinatura de convênios com o Governo do Estado, dentre eles a instalação do Centro Integrado de Comando e Controle (CICCN). Segundo o secretário da Segurança, Fábio Abreu, o CICCN funcionará nos mesmos moldes dos que foram construídos nos estados sede de jogos da Copa do Mundo de 2014.

“Este projeto foi testado durante a Copa do Mundo. Deu tão certo que agora passa a ser expandido para outros estados e o Piauí deverá ser o primeiro a receber este Centro Integrado. Vamos assinar este convênio com a vinda do ministro e até o fim do ano espero estar com o CICCN funcionando”, explicou Fábio Abreu.

Na semana passada, Fábio Abreu fez uma visita técnica ao Centro Integrado de Comando e Controle de Natal (RN), onde recebeu informações que serão utilizadas no estado. O secretário confirma que o CICCN terá câmeras de monitoramento, centralização das urgências (193, 190 e 192), entre outros serviços que podem ser prestados à população. Além disso, a vinda do ministro também deve marcar a inclusão do Piauí no programa Brasil Mais Seguro, atendendo reivindicação do governador Wellington Dias.

“Desta forma abre a possibilidade de recebermos mais recursos para serem aplicados na segurança pública. Estamos buscando atender todas as formalidades previstas para, na visita do ministro da Justiça, podermos assinar estes convênios”, concluiu.

3a2a0c20f2_media.jpg

Fonte: Com informações da Assessoria

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA

Para líderes, prisão do ex-presidente Lula afeta processo eleitoral no Piauí

Líderes de vários partidos acreditam que a prisão do ex-presidente Lula deve afetar o processo eleitoral no Piauí, principalmente o Partido dos Trabalhadores. O petista teve o mandado de prisão

POLÍTICA 0 Comments

Cerveró delata 11 políticos e propinas de mais de R$ 500 milhões

O ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró apontou pagamentos de mais de R$ 500 milhões em propinas, envolvendo negócios da petroleira estatal e a BR Distribuidora. A informação

POLÍTICA

Alckmin vira alvo durante debate entre candidatos à Presidência

No primeiro debate da disputa pela Presidência da República, promovido na noite desta quinta-feira pela Band, os candidatos evitaram, na maior parte do tempo, o confronto direto. O encontro entre