Eleitores não podem ser presos a partir desta terça (30), exceto em flagrante
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 30/09/14

Eleitores não podem ser presos a partir desta terça (30), exceto em flagrante

Faltam apenas cinco dias para as Eleições Gerais 2014, marcadas para o próximo domingo, dia 5 de outubro. A partir de hoje (30), até 48 horas depois do encerramento da votação, nenhum eleitor pode ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto. A determinação está no Código Eleitoral, art. 236, caput. (Lei nº 4.737/1965).

Já a proibição de prisão de candidatos está em vigor desde o último dia 20. No entanto, quem concorre a um cargo eletivo pode ser detido ou preso em caso de flagrante delito.

Segundo turno
Caso haja eleição em segundo turno para presidente da República ou governador, a ser realizada no dia 26 de outubro, a proibição da prisão de eleitor passa a valer a partir do dia 21 de outubro e também vigora até 48 horas depois do encerramento da votação.

Fonte: TSE

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA

Eleições, denúncias ao MPE no Piauí vão de abuso de poder a fake news

O procurador regional eleitoral, Patrício Noé, afirma que o Ministério Público Eleitoral tem recebido “muitas” denúncias relacionadas ao período eleitoral. Segundo ele, o Ministério está atento e todas as denúncias

POLÍTICA 0 Comments

Câmara recebe 1,3 milhão de assinaturas por saída de Cunha

A organização internacional Avaaz entregou nesta terça-feira, 26, ao Conselho de Ética da Câmara um documento simbólico com 1,3 milhão de assinaturas pedindo a cassação do presidente da Casa, Eduardo

POLÍTICA

Candidatos poderão usar recursos próprios nas campanhas eleitorais de 2018

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou a resolução que disciplina os mecanismos de financiamento de campanha para as eleições de 2018. De acordo com o texto, publicado no dia 2