Governo realiza intercâmbio para atrair investidores do Ceará
Publicado por: Junior Oliveira | Data: 23/05/17

Governo realiza intercâmbio para atrair investidores do Ceará

O secretário do Desenvolvimento Rural, Francisco Limma e uma equipe da SDR visitaram a Fazenda Agrícola Famosa, localizada na divisa do Ceará e Rio Grande do Norte com o objetivo de conhecer todo o processo de produção de frutas da empresa. A fazenda Formosa já iniciou investimentos em Parnaíba, com 400 hectares e 180 hectares de área plantada de banana e abacaxi.

A visita também incluiu a plantação de bananas, localizada no município de Russas, no Ceará. Além do secretário da SDR, participaram deste intercâmbio a superintendente da agricultura familiar, Patrícia Vasconcelos; a diretora de ação comunitária da SDR, Liz Meirelles; o diretor do agronegócio, Kleber Alencar; a consultora do PVSA, Tatiana Torquato; técnicos do Emater e da ADAPI, acompanhados do empresário Luiz Roberto Barcelos.

O grupo conheceu a experiência de produção integrada na fazenda, envolvendo a plantação, tanques de peixes, criação de outros animais e reciclagem de produtos utilizados no processo. Os técnicos visitaram ainda estufas, laboratórios e como se dá todo o processo de cultivo de mudas até a embalagem de frutas, como mamão, melão e melancia. Também puderam observar algumas diferenças nas estratégias dos produtos selecionados para o mercado interno e externo e exigências de padrões de qualidade; tudo voltado para o cumprimento das normas exigidas pelas leis ambientais e preocupação com o meio ambiente.

A diretora Liz Meireles destacou o diferencial para uma empresa do porte da Fazenda Famosa. “Normalmente numa empresa do agronegócio como esta, o forte é o cultivo da soja, milho e milheto por exemplo. Já aqui, o sistema integrado de produção chama atenção devido uma ter relação com a outra, pois é baseado na agricultura familiar. Onde se cultiva melão e melancia é área de pastagem dos animais e os restos de cultura (sobras) são utilizadas para a fabricação de compostagem, utilizado para adubar a terra, um ciclo de produção para diversas atividades” enumerou Liz.

A fazenda começa a investir na criação de peixes e reutilização da água, onde a tecnologia utilizada é de aproveitamento da água do criatório dos 19 tanques, que serve na fertilização, de adubo para o campo.
Os técnicos da SDR, Emater e ADAPI, constataram ainda que tecnologia de ponta é utilizada em toda a propriedade e que os técnicos que atuam no local não medem esforços no investimento da tecnologia que vai proporcionar conforto para os funcionários, redução de custos e qualidade do produto.

Controle de pragas e da utilização de venenos

Os técnicos observaram que no caso do melão, os produtores do empreendimento cobrem a terra para evitar o desenvolvimento do mato, a transpiração e as pragas. A planta é coberta com TNT na fase inicial, para evitar tombamento e incidência de pragas e reduzir a aplicação de venenos. Só utilizam veneno caso seja necessário, até 23º dia do ciclo do melão, porque após esta fase começa a polinização das abelhas. Ao longo da fazenda, a equipe encontrou diversas colmeias, o total em toda a área é de 8 mil unidades. Também são utilizados produtos seletivos que promovem o controle biológico, reduzindo o uso de agrotóxicos.

Quanto à estrutura, a fazenda tem sede administrativa, oficina para o conserto de bombas e a manutenção de 350 tratores, motos e poços para dar suporte à propriedade.

Colaboradores

A preocupação da gestão com os funcionários também foi outro ponto importante listado pelo grupo de técnicos piauienses que visitou a fazenda.

Os colaboradores têm à sua disposição um professor por meio de parceira com a prefeitura e do EJA (Educação de Jovens e adultos), além do posto de saúde e serviços de odontologia, que se estendem aos familiares.

Um refeitório que fornece três refeições por dia, dormitórios para os solteiros e transporte, já que a maioria mora no Rio Grande do Norte. Também está no projeto dos administradores garantir a construção de moradia digna para os funcionários.

Estratégia

De acordo com o grupo que participou do intercâmbio, a estratégia utilizada na fazenda é abastecer de banana o mercado, enquanto outros países não estão produzindo, trabalhando com a entre safra para obter bons preços. Com relação à piscicultura, além do projeto de reutilização da água dos tanques de peixe para a irrigação, 9 mil hectares são irrigados com água de poço, sendo uma grande demanda de energia atendida em parceria com a Eletrobras e ainda visando nova parceria com uma empresa de fornecimento de energia eólica.

O empresário Luiz Roberto Barcelos disse que está vislumbrando a possibilidade de aumentar a produção de bananas no Piauí. “O estado é muito rico na questão hídrica. Cito o rio Parnaíba como um grande potencial de água no subsolo. A nossa ideia é plantar 3 mil hectares de banana, área voltada para a exportação. O Brasil produz mas de 500 mil hectares, mas não exporta banana. O Piauí tem este perfil e esta é uma cultura que gera muita mão de obra, por isso podemos implantar, gerar emprego, gerar renda e divisas para o estado”, disse Luiz.

A Famosa atua no Ceará, Rio grande do Norte e Pernambuco e é a maior exportadora de frutas frescas, produzindo 10 mil hectares por ano e 9 mil empregos. A expectativa do empresário é fazer o mesmo trabalho no Piauí nos próximos anos e expandir a produção acrescentando a laranja e o limão.

A superintendente Patrícia Vasconcelos disse que a viagem de intercâmbio na Famosa surgiu de uma demanda da câmara de fruticultura e do governador Wellington Dias, que percebeu a importância da visita para conhecerem de perto as atividades produtivas da empresa.

“São 19 fazendas que o grupo possui, dentre elas a que conhecemos. Esta atividade foi estimulada para estreitar a relação do Governo do Estado com estes empresários para que possam expandir seus negócios no Piauí, e assim incrementar a economia e gerar empregos no campo. Além da produção de bananas, a ideia é ampliar a área de produção para o norte do Piauí e alguns fatores contribuem positivamente, como a riqueza das nossas águas no subsolo. No caso da exportação, o norte do Piauí é a região prioritária, devido à distância do Porto”, concluiu Patrícia.

Alta tecnologia e investimento em pesquisa

O secretário Francisco Limma avaliou que um dos segredos do sucesso da empresa que pretende ampliar o investimento no Piauí é que, mesmo consolidada há 20 anos no mercado, continua expandindo e investindo em pesquisas e em alta tecnologia para atender o mercado interno e externo e ressaltou a relevância do bom relacionamento com os colaboradores e condições de trabalho, uma prioridade do próprio investidor para atingir o padrão considerado de alta qualidade.

“A Agrícola Famosa é uma empresa líder neste mercado no Brasil e se destaca internacionalmente, já tendo iniciado investimentos no Piauí, na região dos Tabuleiros Litorâneos. O objetivo do governo é acolher estes bons investidores, apoiando na desburocratização do projeto de instalação e da legalização na área ambiental e até infraestrutura quando for necessário, com estrada e energia. Viemos atendendo a um pedido do governador, que idealizou o projeto Piauí Empreendedor e esta atividade está incluída neste projeto, com grupo de técnicos e vários instituições para ouvir as intenções das ações da empresa para o estado”.

Limma disse ainda que pelo que a equipe viu e ouviu, o empreendimento é sólido e ousado e que trabalha dentro do viés da sustentabilidade, combinando com o aspecto econômico, mas também com o social e o ambiental.

“O governo do Piauí tem o desejo de ter a empresa investindo cada vez mais no estado e para isso vai ajudar a consolidar o processo de desenvolvimento nesta área. Estamos animados em contar com o investimento que está sendo projetado pela Agrícola Famosa, empresa considerada referência nesta área de produção de frutas frescas no Brasil”, concluiu Limma.

O secretário finalizou o encontro comprometido a marcar agenda para o grupo de empresários responsáveis pelas fazendas no Ceará, com o governador Wellington Dias, a fim de tratar os detalhes do investimento no estado.


Fonte: cidadeverde.com

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA

Governo pode acionar a justiça para inserir novas matrículas no MEC

O governador Wellington Dias (PT) disse nesta quinta-feira (8) que poderá acionar a justiça para que o Piauí possa inserir novas matrículas no sistema do Ministério da Educação e Cultura

POLÍTICA

Luciano vai à Parnaíba em busca de apoio de Mão Santa para fechar chapa

O pré-candidato ao governo do Estado, deputado Luciano Nunes (PSDB), realiza neste final de semana evento político na cidade de Parnaíba. A caravana do tucano vai discutir propostas para o

POLÍTICA

Dilma virá ao Piauí conhecer polo de energia eólica e a Transnordestina

O governador Wellington Dias (PT) anunciou nesta sexta-feira (6), durante a posse de sete novos secretários, que a presidente Dilma Rousseff cumprirá agenda no Piauí em breve. Na programação, a