Entenda o que acontece se Temer renunciar ou sofrer impeachment
Publicado por: Danilo Bezerra | Data: 18/05/17

Entenda o que acontece se Temer renunciar ou sofrer impeachment

Diante da revelação, pelo jornal “O Globo”, de que o empresário Joesley Batista, dono da JBS, entregou uma gravação ao Ministério Público de uma conversa entre ele e o presidente Michel Temer na qual os dois discutiram a compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), parlamentares da oposição passaram a defender a renúncia de Temer ou o impeachment.

Entenda abaixo o que acontecerá se o presidente renunciar ao cargo ou sofrer impeachment no Congresso Nacional. Segundo a colunista do G1 Andréia Sadi, porém, Temer não cogita deixar a Presidência da República.

Pela Constituição, tanto na hipótese de renúncia quanto num eventual cenário de impeachment, deverão ser realizadas novas eleições.

Conforme o Artigo 81, como faltam menos de dois anos para o fim do mandato (que se encerra em dezembro de 2018), a eleição seria feita pelos deputados e senadores, 30 dias depois da vacância no cargo.

Até lá, assume interinamente o presidente da Câmara, posto atualmente ocupado por Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Eleição indireta

Numa eventual eleição indireta, feita pelos parlamentares, deverão ser eleitos o novo presidente e o novo vice-presidente da República.

A sessão seria convocada pelo presidente do Congresso Nacional e do Senado, posto atualmente ocupado por Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Estariam aptos brasileiros natos com mais de 35 anos, filiados a partido político e que não se enquadrem em qualquer das restrições da Lei da Ficha Limpa – como, por exemplo, terem sido condenados por tribunal colegiado.

As votações

No Congresso, seriam realizadas duas votações, uma secreta, somente para o cargo de presidente, e outra, também secreta, exclusiva para o vice.

Fonte: G1

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

NOTÍCIA DESTAQUE 0 Comments

Jovens comandam crimes de dentro de presídio no Piauí, diz polícia

A Policia Civil apresentou os dois homens que eram chefes da quadrilha desbaratada nesta quarta-feira (22) na Operação Tsunami. Tratam-se de dois irmãos gêmeos que estão presos na Penitenciária Irmão

Belém do Piauí 0 Comments

BELÉM | Câmara aprova Requerimento e Moção de Repúdio contra a reforma da Previdência

A Câmara Municipal de Belém do Piauí realizou, na última sexta-feira (24), a 4ª sessão ordinária da atual legislatura. Os trabalhos foram presididos pelo vereador Bernardino Geraldo de Carvalho –