PSB poderá expulsar Átila Lira e obrigá-lo a devolver doação de campanha
Publicado por: | Data: 30/07/19

PSB poderá expulsar Átila Lira e obrigá-lo a devolver doação de campanha

O PSB vai abrir processo contra os deputados que votaram a favor da Reforma da Previdência. A orientação nacional da sigla era votar contra. Entre os parlamentares que correm risco de expulsão, encontra-se o piauiense Átila Lira.

O Conselho de Ética do partido abrirá processo contra cada parlamentar, mas deve espera a votação em segundo turno da Reforma da Previdência. O secretário nacional da sigla, Acilino Ribeiro, afirma que a punição pode ir de uma simples advertência até o nível mais grave que é a expulsão.

Há no partido a discussão sobre  a possibilidade dos deputados infiéis serem obrigados a devolver o dinheiro doado pelo partido para as campanhas.  O dinheiro devolvido poderá passar de R$ 1,5 milhão.

“Antes da votação da reforma da Previdência ocorreu à votação da reforma Trabalhista. Eu era do conselho de ética. Dos 28 deputados, 14 votarão contra o que orientava o partido. Entre eles Heráclito Fortes, Rodrigo Martins e Átila Lira. Pedi para não ficar com os processos dos piauienses. No caso da Previdência, foi feito um pedido de punição, não de expulsão. A punição vai desde uma advertência até a expulsão. Ainda mais com o agravante que alguns setores estão pedindo a devolução de recursos aplicados na campanha eleitoral. Cada parlamentar recebeu mais de R$ 1 milhão do partido. O Conselho de Ética vai apresentar o parecer.  Qualquer parlamentar tem o direito de recorrer.  Cada caso é um caso. Cada parlamentar tem o direito de defesa. Acredito que a punição vai ocorrer, mas não sabemos ainda. Depende do Conselho de Ética”, destacou Acilino.

Átila protesta

Caso seja expulso do partido, Átila Lira afirma que não devolve os recursos. Segundo ele, o dinheiro do fundo partidário é da União e não do partido.

“Já conversei com meus advogados para tratar desse assunto dentro do Direito. Eu ajudei o partido a ter esses recursos com a minha eleição. É dinheiro do fundo partidário. Esse dinheiro é da União e não do partido. Se quiserem eu vou para  a Justiça”, afirmou.

Fonte: Cidade Verde

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍTICA

Lula pede para não ir preso na ‘Lava Jato’ à Justiça, com habeas corpus

O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, teria ingressado com um habeas corpus preventivo impetrado na Justiça Federal no Paraná, nesta quarta-feira (24), tendo como pleito não ser

POLÍTICA

Bolsonaro precisa de governadores para aprovar Previdência, diz Wellington Dias

Em meio ao impasse para inclusão ou não dos Estados na reforma da Previdência, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), diz que Jair Bolsonaro não conseguirá aprovar as mudanças

POLÍTICA 0 Comments

Gil Carlos defende reuniões anuais entre prefeituras e Governo do Estado

O prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos, defende que as questões relacionadas aos investimentos e parcerias do Executivo Estadual e as prefeituras do Piauí devem ser discutidas anualmente.