Piauiense está estudando mais: IBGE vê aumento nos anos de estudo da população
Publicado por: | Data: 20/06/19

Piauiense está estudando mais: IBGE vê aumento nos anos de estudo da população

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira (19/06) os resultados de analfabetismo e ensino do país. Os dados apontam que o piauiense está estudando mais, com aumento na média dos anos de estudo em várias faixas etárias. Por outro lado, esse crescimento não foi expressivo. O estudo é parte do módulo de Educação da Pesquisa Anual por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD)

Em todo o Brasil, o acesso à educação básica obrigatória pela Constituição, cresceu de 45% para 47,4% na faixa de 25 anos ou mais, no período de 2 anos (2016-2018). Por regiões, essa taxa variava de 53,6%, no Sudeste a 38,9% no Nordeste. E era maior entre brancos (55,8%) do que pretos ou pardos (40,3%), bem como entre as mulheres (49,5%) do que os homens (45,0%).

No Piauí, entre jovens de idade superior a 15 anos, o aumento em anos de estudo passou de 7.7, em 2016, para 8 anos, em 2018. Já entre pessoas de 18 a 24 anos, a média subiu de 10,4 para 10,9 anos. E da população entre 18 a 29 anos, a crescente foi de 10,5 para 10,9.

As políticas públicas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) também apresentaram bons resultados entre pessoas de 40 a 59 anos. A estatística passou de 6,9 anos para 7,3. Em 2018, em todo Brasil, 831 mil pessoas frequentavam o EJA do ensino fundamental e 833 mil pessoas, o EJA do ensino médio.

A taxa de escolarização que permaneceu linear, com aumento apenas entre estudantes de 15 a 17 anos, pretos ou pardos. Os índices subiram de 87,9% para 92,1%.

  • Taxas de analfabetismo

É considerado alfabetizado quem sabe ler e escrever um bilhete simples, por exemplo. No Piauí, em 2018, as taxas permaneceram estáveis se comparadas aos resultados de 2016 e o crescimento foi de menos de 1%. O índice entre homens de 15 anos ou mais é de 18,3%, enquanto entre mulheres, que é de 15,1%.

Pelo menos 42,7% dos idosos não são considerados alfabetizados no Piauí. Isso coloca o Estado como 2° menos alfabetizado do Brasil, perdendo apenas para o Maranhão.

GOVERNO VAI APLICAR R$ 1,5 BILHÃO NA EDUCAÇÃO DO PIAUÍ

O Piauí vai receber cerca de R$ 1,5 bilhão referente ao extinto Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). A decisão é da Sétima Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, que determinou, na terça-feira (18/06), por unanimidade, que fosse expedido precatório da parcela incontroversa alusiva às perdas sofridas pelo Estado.

O valor devido fixado pela Justiça Federal era de R$ 2,1 bilhões, mas a decisão do STF foi de que a União irá pagar  somente R$ 1,5 bilhão. No recurso, a Procuradoria-geral do Estado (PGE) contestava a decisão de 1ª instância da Justiça Federal, que havia sido indeferida momentaneamente a expedição do precatório.

O compromisso do Governo do Piauí, seguindo decisão do STF, é de aplicar o recurso na educação, como explica o superintendente de Gestão de Projetos da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan), Nuno Bernardes.

“Atualmente, os precatórios do Fundef tem o posicionamento do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE), então, o Estado do Piauí, ao aplicar tais recursos, vai ter que obedecer os normativos dos dois órgãos, a exemplo da necessidade de uma conta específica para o gerenciamento dos recursos, da necessidade de que os recursos sejam gastos inteiramente com a educação. A priori, o TCU não entende que é possível o pagamento de remuneração de professores, ou seja, será investido em ações estruturantes para a educação e o Estado”, disse o superintendente.

Fonte: Oito Meia

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

GERAL

Prefeitura no Piauí vai abrir processo seletivo para 29 vagas; veja edital

A partir das 10h do dia 4 de fevereiro de 2019, serão recebidas as inscrições para o novo Processo Seletivo da Prefeitura de Lagoa de São Francisco-PI, que busca a contratação de

GERAL

Pequenos produtores querem assegurar direitos na região dos Parques Eólicos

Moradores da Serra dos Pereiros, em Caldeirão Grande do Piauí, estão empenhados em organizar uma reunião nesta quinta-feira (9), na comunidade. De acordo com Vanésia Luíza de Carvalho, que integra

GERAL

Com chuvas abaixo da média, INMET orienta que agricultores picoenses plantem feijão

A previsão do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), é que a partir desta segunda quinzena do mês de janeiro as chuvas apareçam com mais frequência e maior intensidade na cidade