Com gol nos acréscimos e vitória nos pênaltis, Botafogo desbanca Vasco e é campeão carioca
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 09/04/18

Com gol nos acréscimos e vitória nos pênaltis, Botafogo desbanca Vasco e é campeão carioca

O Botafogo conquistou o título Carioca ao derrotar o Vasco, na cobrança de pênaltis, por 4 a 3, depois de ter vencido por 1 a 0, no tempo normal. Como o Vasco havia vencido a primeira partida, a vitória do Alvinegro de General Severiano levou a decisão para a disputa de penalidades máximas.

Mais de 60 mil torcedores estiveram presentes ao jogo realizado na tarde deste domingo, no Maracanã e presenciaram uma partida dramática.

O Vasco jogou desde os 36 minutos do primeiro tempo com um jogador a menos por causa da expulsão do lateral Fabrício. O time de General Severiano pressionou o tempo inteiro, mas só conseguiu marcar nos acréscimos, com o zagueiro Joel Carli.

Na cobrança de pênaltis, Gatito Fernández foi o grande herói, defendendo as cobranças de Werley e Henrique. Brenner, Gilson, Marcinho e Renatinho converteram para o Botafogo, enquanto Pimpão desperdiçou sua chance. No Vasco, Wagner, Andrés Rios e Yago Pikachu converteram suas cobranças.

O jogo – Diante de um grande público, o jogo começou truncado com forte marcação das duas equipes. Necessitando de vitória, o Botafogo adotou uma postura mais ofensiva, com Leo Valencia se aproximando de Brenner. Só aos sete minutos é que o Vasco chegou na área alvinegra em cobrança de escanteio que foi bem defendida pela defesa botafoguense.

O jogo era disputado com muita intensidade, com as duas equipes disputando os lances com muita disposição.

O Vasco usava os laterais Fabricio e Henrique para se revezarem pela esquerda com o objetivo de bloquear as investidas do lateral-direito Marcinho.Aos 13 minutos, Leo Valencia empurrou Pikachu ao lado da área, mas a cobrança não deu em nada.

O Botafogo respondeu com um lançamento para Brenner, mas Martín Silva chegou primeiro e ficou com a bola.

Aos 21 minutos, após rebatida na área cruz-maltina, a bola sobrou para Matheus Fernandes que encheu o pé. A bola bateu no braço de Rafael Galhardo, mas o árbitro considerou o lance acidental para desespero dos jogadores botafoguenses que queriam a marcação de pênalti.

Três minutos depois, após cobrança de escanteio, Gatito saiu para desviar a bola e evitar que ela chegasse para o zagueiro Erazo.

Aos 25 minutos, o Vasco desperdiçou a primeira grande chance para marcar. Pikachu bateu de fora da área, Gatito foi mal e deu rebote, mas Riascos, livre, na pequena área, não conseguiu fazer a conclusão. Logo depois, Desábato enfiou para a penetração de Pikachu, mas Igor Rabello conseguiu bloquear o lançamento e aliviar o perigo.

O Vasco seguia bem melhor e aos 35 minutos, Pikachu recebeu na pequena área e mandou por cima. O jogador cruz-maltino estava adiantado, mas a arbitragem nada marcou.

O Botafogo não conseguia chegar na área do Vasco e o goleiro Martín Silva chegou aos 35 minutos sem fazer uma defesa.

Aos 36 minutos, Fabrício atingiu Luiz Fernando de forma violenta e recebeu cartão vermelho. O atacante do Botafogo, chorando muito, precisou deixar o campo por causa das fortes dores.

Com um jogador a mais, o Botafogo se encheu de entusiasmo e tentou fazer pressão. Já nos acréscimos, Moisés foi lançado pela esquerda e tentou achar Brenner na área, mas Martín Silva se antecipou e fez a defesa.

O Botafogo voltou para o segundo tempo com Gilson e Kieza nas vagas de Moisés e Marcelo. E partiu para cima do Vasco. Mas foi o time de São Januário que criou a primeira oportunidade. Gatito se atrapalhou para cortar um cruzamento e Igor Rabello conseguiu salvar. O Botafogo respondeu com um cruzamento na área. Martín Silva saiu mal e Paulão salvou na linha do gol.

Aos 11 minutos, após cobrança de escanteio, Rafael Galhardo agarrou Carli na pequena área, mas o árbitro nada marcou. A bola ainda sobrou para Renatinho que chutou forte para Martín Silva defender.
O técnico Zé Ricardo trocou o lateral Rafael Galhardo pelo zagueiro Werley.

Aos 18 minutos, Gilson derrubou Pikachu na entrada da área. O próprio Pikachu bateu e a bola passou perto da trave esquerda.

Três minutos depois, o Botafogo quase marcou. Valencia levantou na área e Brenner escorou, mas a bola explodiu no peito de Martín Silva.

O time dirigido por Alberto Valentim mantinha a pressão, mas abusava dos cruzamentos e facilitava a tarefa da defesa do Vasco que se comportava muito bem no jogo aéreo.

Para aumentar a resistência da defesa, Zé Ricardo colocou mais um zagueiro em campo e tirou um atacante. Saiu Riascos para a entrada de Ricardo.

Aos 46 minutos, Rodrigo Pimpão bateu rasteiro e Martín Silva defendeu com segurança.

Aos 48 minutos, Leo Valencia recebeu o segundo cartão amarelo e também foi excluído da partida.

Aos 49 minutos, após confusão na área, a bola sobrou para Joel Carli que bateu rasteiro para marcar o gol que garantiu a vitória do Botafogo.

Fonte: Gazeta Esportiva   

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

ESPORTES

PADRE MARCOS | Caititu conquista título do Campeonato Municipal

O Estádio Municipal ‘O Macedão’ foi palco, na tarde do último sábado (13), do confronto final do Campeonato Municipal de Futebol Amador de Padre Marcos, competição esportiva promovida pela Prefeitura

ESPORTES

Grêmio anuncia contratação de Roger Machado para o lugar de Felipão

No final da manhã desta terça-feira (26), exatos sete dias depois da demissão de Felipão, o Grêmio anunciou a contratação do técnico Roger Machado, que trabalhou no Novo Hamburgo durante

ESPORTES

COPA DO MUNDO: Messi salva Argentina nos acréscimos contra o azarão Irã

Quem esperava goleada, decepcionou-se. A Argentina passou aperto e venceu o Irã por 1 x 0 na tarde deste sábado (21.06) no Mineirão, em Belo Horizonte. O gol foi do

ESPORTES

Brasil vence Seleção Croácia na estreia da copa

A Copa do Mundo começou nesta quinta-feira (12) em São Paulo (SP), na Arena Corinthians, com a esperada vitória do Brasil. Mas o jogo que muitos achavam ser fácil, e

ESPORTES

Mais de 80% dos jogadores no Brasil ganham menos de R$ 1 mil de salário

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) faz um levantamento inédito através da sua DRT (Diretoria de Registro e Transferências) e divulgou nesta terça-feira alguns “números que ajudam a entender as

ESPORTES

Sete times brigam por título e Libertadores na reta final; veja o caminho de cada um

Sete equipes formam o bloco de elite do Campeonato Brasileiro que, distante dos demais 13 participantes da competição, disputará o título e as vagas às Copa Libertadores nas cinco rodadas