Estudo mostra que é possível se infectar com zika, dengue e chicungunha ao mesmo tempo
Publicado por: Junior Oliveira | Data: 19/05/17

Estudo mostra que é possível se infectar com zika, dengue e chicungunha ao mesmo tempo

Um estudo feito pela Universidade Estadual do Colorado, nos EUA, constatou que o mosquito Aedes aegypti é capaz de transmitir os vírus da zika, da dengue e da chicungunha ao mesmo tempo, com apenas uma picada. De acordo com os cientistas, a coinfecção é comum em áreas com surtos.

— Em teoria, um mosquito pode transferir múltiplos vírus de uma só vez — afirma a pesquisadora Claudia Ruckert, uma das autoras do estudo.

Para fazer a pesquisa, publicada nesta sexta-feira na revista “Nature Communications”, os cientistas infectaram mosquitos com diversos vírus. A partir disso, foi possível verificar como era feita a transmissão de mais de um vírus em apenas uma picada. Segundo os pesquisadores, não há evidências de que as coinfecções sejam mais graves do que apenas uma infecção por vez.

Já era conhecida a possibilidade de coinfecções, mas até o momento as pesquisas existentes sobre o assunto são escassas, e os achados, contraditórios.

O primeiro relato de coinfecção por chicungunha e dengue ocorreu em 1967, de acordo com o estudo. Mais recentemente, houve muitos relatos de zika e dengue ao mesmo tempo, e de zika e chicungunha, em especial por conta do surto de zika no Brasil e em outros países das Américas.

Em abril deste ano, um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) já havia exposto casos de pacientes infectados com zika e chicungunha, ao mesmo tempo.

— Para uma pessoa contrair dois vírus diferentes transmitidos pelo mesmo mosquito, é preciso que haja muita, muita infestação. E também muitos vírus em circulação. Não se trata de uma raridade médica, mas de uma situação recorrente e a ponta de um iceberg de epidemias que não foram embora. Isso mostra bem a gravidade da situação — afirmou, na época, Luis Roimicher, coordenador do estudo e do Núcleo de Pesquisa em Artrite da universidade.

Isso mostra que infectar-se com dois vírus transmitidos pelo Aedes simultaneamente é mais comum do que se pensava, mas a pesquisa conduzida por Claudia Ruckert revela ser possível também uma tripla infecção. Em laboratório, ela e sua equipe confirmaram que o mosquito é capaz de transmitir todos os três vírus simultaneamente.

— Infecções duplas em seres humanos são bastante comuns, ou, pelo menos, mais comuns do que poderíamos ter pensado. E, além disso, é fato que existe a infecção tripla, ainda que isso seja considerado um evento raro na natureza — diz Claudia.

Fonte: Portal AZ

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

Massapê do Piauí

MASSAPÊ | Saúde divulga calendário de vacinação contra a gripe; dia D acontece no sábado

A Secretaria de Saúde do município de Massapê do Piauí divulgou o calendário da campanha de vacinação contra gripe. A mobilização tem início no próximo sábado, 30, na Unidade Básica

GERAL

Veja como obter o CPF eletrônico para declarar o Imposto de Renda

Assim como em 2014, o acesso à declaração pré-preenchida do Imposto de Renda 2015 (ano-base 2014) só é possível a quem tiver a certificação digital, também conhecida como CPF eletrônico ou e-CPF.

GERAL

ENCONTRO MUNICIPALISTA: Prefeitos discutem rumos da gestão pública em meio a crise financeira

Palestras e debates acalorados marcaram o Encontro Municipalista 2017: por uma gestão eficiente em tempos de crise financeira. O evento que reuniu prefeitos, secretários municipais, assessores jurídicos e contábeis foi

GERAL

Sérgio Moro é o 10º mais influente do mundo

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato, está na lista das pessoas mais influentes do mundo em 2016 feita pela revista Bloomberg. Moro aparece no 10º

GERAL

Acidente deixa jovem preso às ferragens do veículo na BR-316

Um grave acidente por volta das 2h30 da madrugada desta terça-feira (2) deixou Antônio Gleidison Ferreira, de 20 anos, gravemente ferido. Ele ficou preso às ferragens e os próprios bombeiros,

GERAL

Servidor Público é o vencedor do 1º sorteio da Nota Piauiense

O servidor público estadual Josenildo Castelo da Silva, que trabalha na Farmácia do centro cirúrgico do Hospital Getúlio Vargas (HGV) e é morador do bairro Parque Itararé, em Teresina, foi