Operação resulta em três prisões e apreensão de R$ 213 mil no Piauí
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 06/10/14

Operação resulta em três prisões e apreensão de R$ 213 mil no Piauí

O Ministério Público Eleitoral (MPE) montou a ‘Operação Captação’ para coibir os crimes eleitorais cometidos durante as eleições. O trabalho coordenado pela Promotoria da 22ª Zona Eleitoral resultou na prisão de três pessoas, apreensão de R$ 213 mil, material de propaganda, lista com nomes de eleitores, números e cópias de títulos. As buscas aconteceram nesse domingo (5) nas cidadades de Teresina, Corrente e Oeiras.

A operação começou com a investigação de uma pessoa em Corrente suspeita de aliciar e coagir eleitores a votar em candidato a deputado estadual. O promotor Rômulo Paulo Cordão então abriu procedimento e passou a investigar algumas pessoas em razão de movimentação estranha que apontava para o crime eleitoral de compra de votos.

Essas apurações, que ocorreram em trabalho integrado entre o Ministério Público, a Polícia Civil, Federal e Rodoviária Federal, por aproximadamente 20 dias, acompanharam os passos dos envolvidos nas três cidades. No dia da eleição, as buscas culminou com a apreensão de material de campanha, lista de eleitores e R$ 10 mil na casa de uma pessoa ligada a política na Cidade de Corrente, que chegou a ser detida e depois liberada.

A segunda ocorrência aconteceu já na cidade de Teresina, onde um homem foi preso com material de campanha e R$ 8 mil. Ele foi conduzido até sua casa na capital e após buscas foram encontrados ‘santinhos’, lista de eleitores e de pessoas que teriam recebido dinheiro e mais R$ 40 mil.

Em Oeiras, na casa do candidato B. Sá foi apreendido R$ 30 mil reais em um cofre e R$ 125 mil que estavam sendo escondidos pela irmã do candidato no quintal da casa. A irmã de B. Sá foi presa em flagrante e liberada depois de pagar a fiança de 10 salários mínimos. Em nota divulgada à imprensa, o candidato disse que o valor que estava na casa do seu pai “é de origem totalmente lícita e plenamente compatível com a capacidade econômica de quem o detinha”.

De acordo com o promotor, os envolvidos responderão na esfera criminal por corrupção eleitoral, coação de eleitores, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. O resultado da investigação será encaminhado à Procuradoria Regional Eleitoral para que sejam ajuizadas as ações eleitorais cabíveis, na esfera cível.

Fonte: G1

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

POLÍCIA

Acusado de roubo obriga vítima a beijá-lo e é preso pela polícia

Na noite desta segunda-feira (14/08), um homem identificado como Francisco Bruno Machado Carvalho, de 26 anos, foi preso por uma equipe de policiais militares, civis e guardas municipais, sob acusação

POLÍCIA

Adolescente de 14 anos é assassinado em Santana do Piauí

Uma briga durante uma festa realizada em um bar da comunidade Lagoa Seca, em Santana do Piauí, resultou na morte de Charles Henrique de apenas 14 anos de idade. O

POLÍCIA

PRF intensifica fiscalização após aumento das multas

O mês de novembro teve início com o aumento no valor de diversas multas de trânsito, a sanção presidencial de uma lei alterou 11 artigos do Código Brasileiro de Trânsito,