Procuradoria denuncia falta de cirurgias para pacientes neurológicos em Teresina
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 13/12/17

Procuradoria denuncia falta de cirurgias para pacientes neurológicos em Teresina

Procuradoria da República convocou nesta terça-feira (12) autoridades do setor de Saúde para pedir explicações sobre a longa fila que se formou no Piauí de pacientes neurológicos que esperam por uma cirurgia. A audiência foi provocada pelo Ministério Público Federal, que impetrou ação civil pública para a melhoria do atendimento no estado.

O Hospital Getúlio Vargas, localizado no Centro de Teresina, é o único do Piauí que realiza cirurgias neurológicas de crânio, em pacientes que sofrem de aneurismas ou precisam retirar um tumor. A fila de espera, entre os pacientes que estão internados e os que esperam em casa, somam mais de 300 pessoas.

Segundo a diretora do HGV, Clara Leal, os pacientes esperam, em média, 30 dias por uma transferência para o hospital. “Sabemos que essa fila não vai zerar, mas trabalhamos no sentido de reduzir esse tempo de espera”, disse a diretora.

Participaram da reunião representantes da Secretaria de Saúde do Estado, do município de Teresina, a Procuradoria Geral do Piauí e do Hospital Universitário. A solução emergencial apresentada na audiência foi a Secretaria Estadual de Saúde ceder neurocirurgiões para cumprir plantões no HU.

De acordo com o superintendente do HU, José Miguel Parente, o hospital tem estrutura para ampliar os atendimentos mas não tem como contratar mais médicos. Segundo o superintendente, em cirurgias neurológicas há um forte potencial de o paciente precisar de uma nova cirurgia horas ou dias depois da primeira. “Por isso a necessidade de uma equipe 24h, sete dias por semana, e nos não temos essa disponibilidade”, disse José Miguel

Mesmo com o acordo, o procurador da República Kelston Lages cobra uma solução definitiva para o problema. Segundo ele, o estado recebeu recursos do Governo Federal para a ampliação deste tipo serviço. “Descobriu-se, paradoxalmente a essa triste realidade, que o estado recebeu, através do Fundo Nacional de Saúde, recursos na ordem de R$ 13 milhões. E o Ministério Público provocou o secretario [ de saúde]para saber onde foi parar esses recursos”, disse o procurador.

SESAPI

A Secretaria de Saúde do Estado do Piauí (SESAPI) informou que os recursos questionados pelo procurador Kelston Lages permanecem depositados em uma conta bancária, e que os equipamentos para a execução dos recursos estão sendo licitados.

Fonte: G1
Foto: reprodução

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

Pio IX

Homem é morto a tiros na frente da família no centro de Pio IX

Um homem identificado por José Ivanildo Nobre Rodrigues, conhecido por todos em Pio IX por “Barrão” foi morto a tiros no inicio desta noite de terça-feira, 04 de setembro. O 

Monsenhor Hipólito

Jovem de Monsenhor Hipólito morre em Teresina aos 20 anos

Faleceu em Teresina, aos 20 anos de idade, a jovem Miriorrany Rodrigues. A mesma é natural de Monsenhor Hipólito. Segundo informações, a jovem trabalhava no Detran, na capital, e estava

DESTAQUES

Detran não tem previsão para aplicação do exame prático de baliza em Picos

Sem previsão para a realização do exame prático de baliza, alunos alegam que irão perder o processo para retirada da Carteira Nacional de Habilitação. A aluna Kelyane Bomfim procurou a