Facebook planeja ferramenta para ajudar cegos a ‘verem’ imagens
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 14/10/15

Facebook planeja ferramenta para ajudar cegos a ‘verem’ imagens

De acordo com o TechCrunch, a equipe de acessibilidade do Facebook está tentando ajudar as pessoas com algum tipo de incapacidade a ter uma experiência semelhante no Facebook, e, em última instância, ajudar a rede social a alcançar a missão de conectar todo o mundo.

Atualmente, as pessoas cegas ou visualmente debilitadas que tenham acesso a leitores de telas podem ouvir o que as pessoas escrevem no Facebook, mas ainda não há uma maneira de ‘ver’ os milhões de fotos compartilhadas na rede social.

Ao TechCrunch, Matt King, o primeiro engenheiro cego do Facebook, diz que “é normal as pessoas comentarem sobre uma foto ou dizerem alguma coisa sobre o que publicaram, mas não dizem exatamente o que está nesta foto”. “Para alguém como eu, é muito o gênero de ‘Ok, o que está a acontecer aqui? Sobre o que é esta discussão?”.

Como tal, o Facebook está trabalhando num projeto de reconhecimento de objetos baseado em inteligência artificial para ajudar os utilizadores cegos a, pelo menos, terem uma ideia do que se trata as fotografias compartilhadas na rede social.

Fonte:Notícia ao Minuto

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

GERAL

Homem tenta invadir residência no Piauí e morre ao ficar preso em buraco na parede

Um homem foi encontrado morto após ficar preso em uma abertura na parede de uma casa no povoado Serra dos Matões, na região de Pedro II. Ainda não se sabe

Universidade Federal do Piauí divulga resultado da 4ª lista de espera do Sisu na próxima quinta

A Universidade Federal do Piauí deve divulgar na próxima quinta-feira (20) a 4ª convocação para a Matrícula Institucional dos candidatos da lista de espera, em número igual ao número de vagas remanescentes.

GERAL

Paciente com Covid-19 relata ter procurado três hospitais e não conseguir atendimento em cidade no Piauí

Um paciente com Covid-19, que preferiu não ser identificado, relatou que estava tratando da doença provocada pelo novo coronavírus em casa quando, nesta quinta-feira (9), teve sintomas mais graves e