Secretaria de Educação apresenta Projeto “Busca Ativa” a gestores de escolas em Picos
Publicado por: | Data: 22/05/19

Secretaria de Educação apresenta Projeto “Busca Ativa” a gestores de escolas em Picos

A Secretaria Municipal de Picos apresentou aos gestores escolares da cidade o Projeto nacional “Busca Ativa”, que faz parte do Selo Unicef, e tem por finalidade reduzir e até erradicar a evasão escolar.

Estiveram presentes no evento a secretária de Educação, Rosilene Monteiro; o prefeito, Padre Walmir Lima; a secretária de Assistência Social, Glória Saunders; a coordenadora de Saúde na Escola, Iane Borges, representando a Secretaria de Saúde; além de professores, coordenadores, diretores e conselheiros tutelares.

A gestora política da plataforma, Ivane Araújo, explicou do que se trata a Busca Ativa para o município de Picos.

“A Busca Ativa Escolar é uma plataforma gratuita que ajuda o município na busca de crianças e adolescentes que estão fora da escola. A comissão que faz parte tem por objetivo buscar esse aluno e saber o porquê de sua evasão. Acreditamos que faremos um bom trabalho, pois temos o Conselho Tutelar, a Secretaria de Saúde, de Educação, alunas da UFPI e os gestores escolares todos envolvidos nessa missão.

Para o prefeito municipal, Pe. Walmir Lima, pensar no Selo Unicef não é prioridade neste primeiro momento. Para ele, o que está à frente de qualquer reconhecimento é a necessidade das crianças e adolescentes frequentarem a escola e, para isso, ele vê como de suma importância a criação da equipe de Busca Ativa, a fim de detectar a ausência de alunos nas escolas.

“Mais importante que o Selo, que está lá atrás nas nossas prioridades, é levar o aluno para a escola, estar inteirado de sua vida, dos porquês dele não estar frequentando a sala de aula. Mais do que trazê-lo a estar presente na escola, é fazer com que entenda seus direitos. Muitas vezes ele não foi para a escola por conta de uma necessidade, uma ausência familiar, e essa equipe estará assistindo esse aluno em seus direitos. Claro que, como consequência desse nosso trabalho, vem o reconhecimento do Selo Unicef, mas tudo isso é fruto de uma preocupação, de uma prioridade que está além de um reconhecimento, mas uma questão social e um interesse pelo cidadão-aluno”, ressaltou o prefeito.

Para a secretária de Educação, Rosilene Monteiro, o município possui uma grande evasão escolar e a plataforma veio para diminuir o problema.

“Hoje nós apresentamos aos gestores a equipe que vai fazer parte do Busca Ativa, que é a equipe que vai garantir que o aluno permaneça na sala de aula. Isso é uma iniciativa do Selo Unicef. No ano passado, nós ganhamos o Selo Unicef e, para este ano, a evasão escolar é um dos indicativos que devemos trabalhar. Nossa evasão escolar está no vermelho e nós precisamos identificar esses alunos que foram matriculados e estão fora da sala de aula, para que retornem e haja esse acompanhamento desse aluno. Para isso, precisamos que os gestores das escolas nos ajudem nesse trabalho. A equipe irá com os gestores atrás desses alunos, e fará com que retornem para a escola, a fim de reduzir essa evasão escolar”, pontuou.

Para Valtânia Moura, conselheira Tutelar, o projeto só vem a somar com o trabalho que já é feito pelo Conselho, mas que agora vai ter ajuda de outras áreas responsáveis pelas crianças e adolescentes de Picos, na busca de dirimir os problemas que os impedem de estarem em sala de aula.

“A plataforma Busca Ativa veio para somar junto ao Conselho Tutelar porque já fazíamos esse trabalho dentro do Conselho de mapear e receber as denúncias das crianças que estão fora da escola e de fazermos sua reintegração junto à sala de aula, pois quando essa denúncia chegava à sede do Conselho Tutelar, a gente vinha junto às Secretarias Municipal ou Estadual de Educação e tentávamos reintegrar esses meninos. A plataforma vai somar muito para a gente porque vai ser um leque de pessoas que vão trabalhar em parceria com a gente, como por exemplo os agentes comunitários de saúde. Os agentes são as pessoas que estão mais próximas da sociedade, da comunidade. Com a ajuda deles, eles vão repassar a demanda para o Conselho que fará as visitas com a equipe técnica do projeto e, com isso, vamos buscar com que esses garotos voltem à sala de aula, sempre pondo em evidência o porquê deles terem abandonado, a fim de que resolvamos qualquer problema que o impeça de se manter na escola. Isso vai ser bom pra sociedade e vamos fazer um bom trabalho, com fé em Deus, porque fora da escola não pode!”, disse ela.

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

DESTAQUES

740 unidades terão energia cortada em Simões, Marcolândia, Caldeirão, Alegrete, Fronteiras e São Julião

A Eletrobras Distribuição Piauí prossegue com as ações de combate à inadimplência na capital e no interior. O objetivo é diminuir a inadimplência e melhorar a arrecadação de receitas da

DESTAQUES

Suspeitos de dopar criança de 3 anos no PI podem responder por homicídio culposo

A investigação sobre a morte de Bruna Heloísa Rocha da Costas, criança de 3 anos, continua sendo realizada pela Polícia Civil de Amarante (a 160 km de Teresina). O delegado regional, Otony

Vila Nova do Piauí

Acidente envolvendo dois veículos deixa um ferido na BR-316, próximo a Vila Nova do PI

Um acidente envolvendo um carro modelo Toyota Corolla e outro veículo modelo FOX deixou uma pessoa ferida na tarde desta terça-feira (09), na altura do KM 361, na rodovia BR-316.