Piauí tem 89 casos confirmados de microcefalia e 14 passam por investigação
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 08/07/16
Comments 0

Piauí tem 89 casos confirmados de microcefalia e 14 passam por investigação

O Ministério da Saúde divulgou, nesta quinta-feira (07), novos dados de microcefalia. Até 2 de julho, foram confirmados 1.656 casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso, sugestivos de infecção congênita em todo o país. Outros 3.130 casos suspeitos de microcefalia em todo o país permanecem em investigação pelo Ministério da Saúde e os estados.

No Piauí, foram notificados 176 casos de 2015 a 2016. Desses, 89 foram confirmados, 73 descartados e 14 ainda são investigados.

Desde o início das investigações, em outubro do ano passado, 8.301 casos foram notificados ao Ministério da Saúde. Destes, 3.515 foram descartados por apresentarem exames normais, ou por apresentarem microcefalia ou malformações confirmadas por causa não infecciosas. Também foram descartados por não se enquadrarem na definição de caso.

Do total de casos confirmados, 255 tiveram confirmação por critério laboratorial específico para o vírus Zika. O Ministério da Saúde, no entanto, ressalta que esse dado não representa, adequadamente, a totalidade do número de casos relacionados ao vírus. A pasta considera que houve infecção pelo Zika na maior parte das mães que tiveram bebês com diagnóstico final de microcefalia. Os 1.656 casos confirmados em todo o Brasil ocorreram em 588 municípios, localizados em todas as unidades da federação e no Distrito Federal.

Em relação aos óbitos, no mesmo período, foram registrados 334 óbitos suspeitos de microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central após o parto ou durante a gestação (abortamento ou natimorto) no país. Isso representa 4% do total de casos notificados. Destes, 92 foram confirmados para microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central. Outros 184 continuam em investigação e 58 foram descartados.

O Ministério da Saúde ressalta que está investigando todos os casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central informados pelos estados, além da possível relação com o vírus Zika e outras infecções congênitas. A microcefalia pode ter como causa, diversos agentes infecciosos além do Zika, como Sífilis, Toxoplasmose, Outros Agentes Infecciosos, Rubéola, Citomegalovírus e Herpes Viral.

A pasta orienta as gestantes adotarem medidas que possam reduzir a presença do mosquito Aedes aegypti, com a eliminação de criadouros, e proteger-se da exposição de mosquitos, como manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de manga comprida e utilizar repelentes permitidos para gestantes.

Fonte: Com informações da Assessoria

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

GERAL

Hoje é o último dia para participar da lista de espera do Prouni

Hoje (22) é o último dia para aderir à lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni) na página do programa na internet. Pela lista, os candidatos que não

Paulistana 0 Comments

Mury Campo ministra palestra na Semana Pedagógica de Paulistana

A convite da Secretaria Municipal de Educação de Paulistana (PI), o consultor empresarial picoense Gilberto Campos e Silva, o Mury Campos, proferiu palestra na noite de ontem, quinta-feira, 25 de

São Julião

Militar natural de São Julião morre e seis pessoas pessoas ficam feridas em grave acidente no Tocantins

Um acidente grave registrado neste domingo (11), a 5 km de Araguaína, norte do Tocantins, deixou uma pessoa morta e seis feridas. Segundo a Polícia Militar, dois carros bateram de