CCJ aprova proposta que torna crime o ato de incentivar a automutilação
Publicado por: | Data: 09/10/19

CCJ aprova proposta que torna crime o ato de incentivar a automutilação

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados (CCJ) aprovou, nesta terça-feira (08), o projeto (PL 8833/2017) do senador Ciro Nogueira (Progressistas) que torna crime o ato de incentivar a prática da automutilação.
A proposta adiciona a nova tipificação ao Código Penal e fixa penas que podem variar de seis meses a 12 anos, dependendo da idade e condição das vítimas e das consequências do ato.

Originalmente, a proposta do senador estabelecia o crime apenas quando praticado contra crianças e adolescentes, mas durante as discussões na Câmara dos Deputados, o alcance foi ampliado para pessoas de qualquer idade. Quando as vítimas forem menores de idade, entretanto, a pena será duplicada.

Ciro destacou a importância de se proteger os jovens brasileiros, especialmente com o crescimento do número de jogos na internet que incentivam a automutilação e o suicídio.

“Esse é um assunto preocupante, que merece a atenção constante dos pais, da sociedade e também do Congresso Nacional. Esse projeto tem que ser também um alerta para as famílias estejam mais vigilantes sobre o acesso dos nossos jovens à internet”, apontou o senador.

O PL 8833/2017 será analisado ainda no Plenário da Câmara dos Deputados.

Fonte: Cidade Verde

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

Vera Mendes

VERA MENDES | Júlio César e Pablo Santos participam de caminhada com o prefeito Milton

Fotos: Gildevan Borges. Na reta final da campanha eleitoral, candidatos intensificam a maratona de visitas às bases políticas. No último sábado, 13, Júlio César e Pablo Santos, candidatos a deputado

POLÍTICA

TRE-PI Extingue processo que pedia cassação de Wellington e Margarete

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) extinguiu o processo que pedia a cassação dos mandatos do governador Wellington Dias e da vice-governadora Margarete Coelho na ação de investigação judicial

POLÍTICA

Margarete Coelho rebate críticas sobre disputa por vaga na chapa governista

“São quatro vagas e temos mais de 10 partidos, a conta não vai fechar nunca. O que você tem que fazer é uma chapa majoritária que seja representativa”, disse ela.