Sem oxigênio na UBS, médica sai em carro com paciente a procura de socorro
Publicado por: Josely Carvalho | Data: 30/06/20

Sem oxigênio na UBS, médica sai em carro com paciente a procura de socorro

Vídeos mostram o drama enfrentado por um idoso de 62 anos com suspeita de Covid-19 em Teresina. A ação rápida de uma médica salvou a vida de Francisco Fernandes de Melo, que, segundo familiares, percorreu três unidades de saúde para conseguir atendimento médico. Ela entrou no carro da família e o levou até onde havia oxigênio.

O caso aconteceu no último sábado (28). Por falta de médico na ala Covid do hospital do Mocambinho, o idoso teria sido orientado a ir para a UBS Valdinar Pereira, que fica no bairro. Mas, na unidade básica de saúde, não tinha balão de oxigênio.

A médica da UBS, Andreia Araújo Couto, ao ver a gravidade da situação, resolveu ir com o paciente para o Hospital do Mocambinho, onde tinha estrutura, mas não havia médico na Ala Covid.

Diante da demora na chegada da ambulância do Samu, a médica foi no carro próprio da família, ao lado do paciente, para o Hospital do Mocambinho, que fica a pouco mais de 1 quilômetro da UBS.

Foto: Arquivo pessoal

Médica Andreia Araújo

“Ele chegou pra mim super debilitado, desfalecido no carro. Tirei ele do carro para poder ver o estado dele. Ele estava desorientado, com saturação de 70%, frequência cardíaca de 125 , febril e com frequência respiratória de 48. Ele estava para ter uma parada cardiorrespiratória. Para isso não acontecer a gente colocou ele rapidamente no carro, eu fui no carro porque não tinha médico na ala Covid do hospital do Mocambinho”, contou a médica Andreia ao Cidadeverde.com.

Lá, com ajuda do médico da ala não Covid, a médica prescreveu medicação para o paciente e o estabilizou com oxigênio. Andréia conta que tinha que agir rápido para salvar a vida do idoso. Ela afirma que familiares relatam que na sexta-feira a mãe do senhor Francisco morreu com Covid-19 e que era quase certo que ele também estaria com a doença. No vídeo, a filha dele diz “ontem minha avó morreu de Covid do jeito que ele está aí”.

“A gente está passando sufoco em UBS, porque paciente não está conseguindo ter acesso a hospital. Acho que está acontecendo triagem errada nos hospitais, porque ele já tinha passado por três. Mas,eu faria isso por qualquer pessoa porque eu acho que a gente tem que ter empatia”, disse a médica que, após estabilizar o idoso voltou rapidamente para a UBS onde havia mais pacientes em estado grave.

A médica ressalta que numa UBS não deve ter o que o paciente moderado para grave precisa, só que diante da pandemia o quadro muda, porque com os hospitais cheios a triagem chega a ser feita pela própria unidade básica de saúde.

Os profissionais de saúde da UBS estão fazendo a campanha a instalação de balas de oxigênio na unidade. “Precisamos do mínimo para fazer nosso máximo”, diz os cartazes segurados por eles.

Sobre  a ausência de médico na Ala Covid do hospital do Mocambinho, a Secretaria de Estado da Saúde confirmou que “houve um problema na escala”, mas que já está sendo resolvido. Já a Fundação Municipal de Saúde informou que possui 25 UBS com equipes completa, com médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e outros profissionais, todos treinados para atendimento de casos leves. Para casos graves de síndrome gripal, Teresina dispõe de 10 unidades hospitalares.

A Fundação não comentou o protesto por balão de oxigênio feito pelos profissionais.

“A Fundação Municipal de Saúde esclarece que possui 25 Unidades Básicas de Saúde, com funcionamento entre 7h às 19h para atendimento exclusivo de síndromes gripais. Estas unidades dispõem de equipes completa, com médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e outros profissionais, todos treinados para atendimento de casos leves. Para casos graves de síndrome gripal, Teresina dispõe de 10 unidades hospitalares.  A direção do hospital Mariano Castelo Branco informa que a referida paciente foi recebida, passou pela classificação de risco e estava aguardando internação, porém a família preferiu não esperar e se dirigiu para outra unidade hospitalar que não era de gestão municipal. Diante da falta de médicos na área covid deste hospital, a família se dirigiu à UBS do Mocambinho, quando o correto, dado as condições da paciente, seria procurar outra unidade hospitalar. A UBS então procedeu de acordo com a conduta para este tipo de caso grave, que é acionar o SAMU para encaminhamento para uma unidade hospitalar. No entanto, após análise a médica avaliou que não haveria tempo hábil para esperar, e tomou dentro de seu juízo clínico a iniciativa de deslocar a paciente em carro próprio para o hospital mais próximo com o suporte necessário para o atendimento de casos graves enquanto aguardavam a ambulância do SAMU. A FMS informa que a paciente foi atendida com o devido zelo, identificando a urgência da situação e tomando as atitudes necessárias para evitar que o caso se agravasse”.

Izabella Pimentel
cidadeverde.com

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

Jacobina do Piauí

Prefeito GD solicita passagem molhada e iluminação para estádio em encontro com governador

Em busca de mais recursos e investimentos para o município de Jacobina do Piauí, o prefeito Gederlânio Oliveira, o GD, esteve neste último domingo, 18, em um café da manhã

NOTÍCIA DESTAQUE

Prefeito  Valdinar entrega veículo para a saúde de Padre Marcos  

Melhorar e reforçar atendimentos em saúde, é uma das prioridades da gestão do prefeito de Padre Marcos, José Valdinar da Silva. A exemplo disto, são os investimentos que estão sendo

NOTÍCIA DESTAQUE

Tribunal de Justiça suspende validade de dois concursos públicos no Piauí

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), desembargador Sebastião Ribeiro Martins, expediu duas portarias suspendendo os prazos de validade de dois concursos públicos, um para o