Novo valor do salário mínimo não apresenta aumento real
Publicado por: Odaliana Carvalho Veloso | Data: 20/12/16
Comments 0

Novo valor do salário mínimo não apresenta aumento real

Aprovado em votação relâmpago pelo Congresso Nacional, na última quinta-feira (15), o Orçamento Geral da União para 2017 fixa os gastos federais em cerca de R$ 3,5 trilhões, valor que inclui despesas com juros e amortização da dívida pública, que chega a R$ 1,7 trilhão, e estabelece o salário mínimo de R$ 945,80 para o próximo ano, representando um aumento de 7,47% em relação ao atual, que é de R$ 880. O texto ainda precisa da sanção presidencial.

Com o novo valor, o percentual de correção do salário mínimo cobre apenas a inflação do período, ou seja, não haverá aumento real. O economista Ricardo Alaggio esclarece que, inicialmente, o aumento do salário mínimo não influenciará no poder de compra do brasileiro, pois trata-se apenas de um aumento nominal. “O medo é que a inflação aumente, caso isso aconteça, e o poder de compra tende a cair”, explica.

No entanto, o economista frisa que o novo valor está acima do valor estipulado pela regra, que é representado pela soma da variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior, calculado pelo IBGE, e o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. “Foi uma decisão política. Pela regra, o aumento seria de cerca de 4,8%, mas o Governo decidiu esquecer a regra que estava sendo usada, como a ex-presidente Dilma Rousseff fez em 2015”, pontua.

A técnica em enfermagem Marly Gomes trabalha como cuidadora de idosos e afirma temer que, mesmo com o aumento do salário, os preços dos itens básicos continuem subindo. “Todos os anos é assim, o salário mínimo aumenta, mas o preço dos alimentos, de material de limpeza, tudo começa a aumentar também e ficam com preços abusivos, então não adianta nada”, lamenta.

Orientação

Para o economista Ricardo Allagio, é importante que os consumidores fiquem atentos para não gastarem mais do que irão receber. Ele destaca que os trabalhadores devem fazer o planejamento doméstico para não se endividarem. “A dica é fazer a economia doméstica, colocar no papel tudo o que está sendo gasto e se programar”, destaca.

Por: Nathalia Amaral – Jornal O Dia

sobre o autor

DEIXE UM COMENTÁRIO


POSTS RELACIONADOS

GERAL

Banco do Brasil divulga resultado final de concurso; veja os aprovados

O Banco do Brasil divulgou nesta segunda-feira (4) o resultado final do concurso para vagas em cadastro de reserva para o cargo de escriturário. A prova foi feita pela Cesgranrio,

GERAL

Tropas do Exército começam a atuar no Piauí para coibir crimes eleitorais

O Piauí começa a receber está semana o contingente do Exército que deve atuar nas eleições do dia 07 de outubro. De acordo com o general Cunha Matos, cinco mil

GERAL

Instabilidade de frente fria aumenta sobre o Piauí e mais dois estados nordestinos

O deslocamento de uma frente fria pelo mar entre o Espírito Santo e o sul da Bahia ajudou a aumentar a umidade por áreas do interior do Nordeste. As pancadas de chuva