Connect with us

Acauã

Reunião trata sobre a transferência dos serviços de saúde dos municípios do Vale do Itaim para Paulistana

Publicado

em

A Comissão de Intergestores Regional (CIR) do território do Vale Guaribas, promoveu na manhã desta quinta-feira, 16 de dezembro, uma reunião para tratar sobre a transferência dos serviços de saúde dos municípios que compõem o Vale do Itaim para a cidade de Paulistana. Atualmente, os municípios são atendidos em Picos.

A proposta do Governo do Estado do Piauí é de desmembramento total do Vale do Guaribas de 16 municípios que compõem o território do Vale do Itaim, sendo eles: Acauã, Belém do Piauí, Betânia do Piauí, Caldeirão Grande do Piauí, Caridade do Piauí, Curral Novo do Piauí, Francisco Macedo, Jacobina do Piauí, Jaicós, Marcolândia, Massapê do Piauí, Padre Marcos, Patos do Piauí, Paulistana, Queimada Nova e Simões.

Estiveram presentes na ocasião, o prefeito de Jaicós, Neném de Edite; o prefeito de Massapê do Piauí, Rivaldo Carvalho; o prefeito de Dom Expedito Lopes, Valmir Barbosa; o prefeito de Queimada Nova, Raimundo Júlio; o prefeito de São José do Piauí, Ademaelton Bezerra, além de secretários de Saúde dos municípios envolvidos e da região de Picos.

O prefeito de Massapê do Piauí, Rivaldo Carvalho, comentou sobre a reunião e sobre a proposta do Governo do Estado para a descentralização dos serviços de saúde, que atualmente, são ofertados em Picos.

“O território Vale do Itaim já é criado, já existe a associação, a AMVI, e na oportunidade discutimos a transferência de algumas ações da saúde para o território. Eu avalio que isso tem que ser discutido, avaliado com calma por todo o território para que possamos ter um conhecimento mais amplo dessa posição do estado que quer passar por meio da Sesapi todos os atendimentos de saúde centralizados em Picos para o município de Paulistana”, assegurou.

Prefeito de Massapê do Piauí, Rivaldo Carvalho

Rivaldo Carvalho também comentou que o tema tem que ser analisado e debatido com calma para ver se Paulistana realmente terá a estrutura adequada para atender estes municípios.

“Paulistana não tem estrutura para receber essa demanda. Tem o hospital e alguns atendimentos, mas quando passar a atender todos os atendimentos dos municípios do Vale do Itaim vai subcarregar o hospital. E também temos a questão de acesso, pois de Massapê para Picos é mais próximo que de Massapê para Paulistana. Os municípios de Padre Marcos, Francisco Macedo, Marcolândia e Simões têm mais acesso a Picos do que a Paulistana, até mesmo em relação a distância por conta das vias, então isso tem que ser avaliado com carinho”, pontuou.

Segundo a secretária de Saúde de Massapê do Piauí e coordenadora do CIR, Maria Lúcia Carvalho, todos os 42 municípios que compõem o Vale do Guaribas foram convocados para a reunião.

Publicidade
Secretária de Saúde de Massapê do Piauí e coordenadora do CIR, Maria Lúcia Carvalho,

“Convocamos os municípios, não só os que compõem a Chapada do Vale do Itaim, mas todos os 42 municípios, e aqui tratamos a descentralização. O Governo do Piauí está com essa proposta, e na verdade o Vale do Itaim já existe, o governo quer desmembrar do Vale do Guaribas, que é um território grande com sede em Picos e que é composto por 42 municípios”, ressaltou.

De acordo com Maria Lúcia de Carvalho, para atender os municípios é necessário que haja uma adequação e estruturação, o que tem gerado uma insegurança para os municípios.

“Não deixa de nos dar um certo medo e insegurança, tendo em vista que, fazemos parte de um território com sede em Picos, que tem uma estruturação. Por mais que não atenda a todos, por mais que seja deficiente em alguns pontos e não consiga ter um bom acesso aos nossos pacientes, devemos ponderar a estrutura de Paulistana, se o governo vai estrutura, se vai dar o suporte e alocar recursos para que possamos ter atendimento lá em Paulistana”, frisou.

Uma nova reunião acontecerá com a Associação de Municípios do Vale do Itaim (AMVI) para amadurecimento do assunto, além de traçar propostas e metas para que então seja decidido e a resposta levada ao estado.

Publicidade

Facebook

MAIS ACESSADAS